Quais os melhores tratamentos para eliminar os vasinhos

 em Artigos

Muitas mulheres só se dão conta que precisam do tratamento para vasinhos quando a temperatura aumenta e precisam usar vestidos, saias e shorts. Apesar dos vasinhos não representarem problemas para a saúde, eles incomodam pela aparência.  Os vasinhos são pequenas veias doentes que se desenvolvem logo abaixo da pele com cores avermelhadas ou arroxeadas, sendo comuns em áreas como coxas, pernas, tornozelos e pés.

Além do desconforto visual, algumas pessoas se queixam de algum desconforto ou coceira. Para tratar o problema, é preciso buscar ajuda de um cirurgião vascular, já que existem diversos tratamentos para vasinhos e eles devem ser indicados dependendo do tipo de vasinho e da necessidade de cada paciente.

 

TRATAMENTOS PARA VASINHOS


Escleroterapia

A escleroterapia é procedimento usado há mais de oitenta anos para secagem das veias. Ela pode ser feita no próprio consultório com a injeção de medicamentos dentro dos vasos sanguíneos com agulhas bem finas. Os medicamentos usados na escleroterapia podem variar, desde de glicose, glicerina ou os detergentes, que é a chamada escleroterapia com espuma.
Após o procedimento, o paciente pode sentir uma leve queimação, mas pode voltar para casa e retomar suas atividades, normalmente. Apenas é indicado que se evite a exposição solar por alguns dias, em casos em que se formam pequenos hematomas.
O tratamento costuma ser eficiente para a maioria dos pacientes, com cerca de setenta por cento dos vasinhos eliminados em cada sessão.
A complicação mais comum deste método é o surgimento de manchas amarronzadas na região das aplicações, que ocorre em até 30% dos pacientes que duram cerca de 3 meses. Também podem surgir vermelhidão ao redor das injeções, que desaparecem após algumas horas. As reações mais raras são alergias com coceira por causa do medicamento e feridas nos locais da injeção.

Escleroterapia a laser

Uma outra possibilidade é fazer o uso do laser para secar os vasinhos. A maior vantagem é não necessitar do uso de agulhas, não gerar reações alérgicas por não haver injeção de medicamentos e causar menos reações inflamatórias.
As desvantagens estão o risco de manchas na pele, a dor, que costuma ser maior que no tratamento convencional, e o custo maior.


Microcirurgia associada a escleroterapia intra-operatória

Esse método é indicado para pessoas que tem microvarizes associadas aos vasinhos. Quando existe esse quadro, apenas a escleroterapia não é suficiente, já que em poucos meses após o procedimento, os vasinhos podem voltar.
Esta técnica combinada é feita em hospitais com uso de anestesia e sedação, o que tira qualquer desconforto e ajuda no resultado, já que é possível fazer uma maior quantidade de punções com o paciente anestesiado.
A técnica é indicada ainda para pessoas que não querem sentir dor durante o procedimento, tem grande número de vasos para serem tratados, não tem disponibilidade de fazer aplicações semanais ou quinzenais.

Se quiser saber mais sobre os diferentes tratamentos para vasinhos, entre em contato com a nossa equipe da Clínica Angiovalle, em São José dos Campos:  vascular@angiovalle.com.br

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Fale Conosco

Envie-nos um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt