Embolia Pulmonar

Coágulos desenvolvidos nas pernas como trombose profunda podem se deslocar até o pulmão e obstruir uma artéria pulmonar, sendo chamado de embolia pulmonar e dependendo do nível do trombo pode causar uma doença grave.

CAUSA

Os principais são: cirurgias extensas, imobilidade prolongada, traumas, câncer, uso de anticoncepcionais, reposição hormonal, gravidez, pós-parto, obesidade, tabagismo, varizes, insuficiência cardíaca, mais de 40 anos de idade e distúrbios no coagulante do sangue.

SINTOMAS

Os sintomas podem ser leves e ás vezes despercebidos pelo paciente. Quando mais de uma artéria é comprometida podem ser sentidos dor torácica súbita que pode aumentar de intensidade, falta de ar, batimentos cardíacos acelerados e palidez na pele.

Também podem ser apresentados sintomas como tosse seca ou com sangue, pele e unhas azuladas, febre e dor aguda no peito.

DIAGNÓSTICO

No caso de pacientes que já tem um diagnóstico prévio de trombose, exames de laboratório como: d-dímero, gasometria, arteriografia pulmonar, cintilografia de ventilação pulmonar, tomografia computadorizada e ressonância magnética, podem contribuir para o diagnóstico de embolia pulmonar.

Raio-x e eletrocardiograma também podem auxiliar no diagnóstico e escolha do tratamento.

TRATAMENTO

Pacientes com embolia pulmonar devem ser anticoagulados imediatamente, normalmente é utilizado heparina intravenosa para ter uma ação rápida e evitar o aumento do coágulo ou formação de novos trombos. É importante ressaltar que o tratamento de anticoagulante deve ser feito com acompanhamento médico devido ao aumento das chances de sangramento.

Para pacientes com contra indicações do uso de anticoagulantes é indicado fazer o implante do filtro de veia cava, para evitar que novos coágulos cheguem aos pulmões.

Pode ser feita a embolectomia, que é a retirada do êmbolo da artéria pulmonar, consiste em uma intervenção cirúrgica indicada apenas nos casos de embolia pulmonar maciça. Podendo ser realizado por cirurgia aberta ou por métodos menos invasivos, como intervenções endovasculares.

FILTRO DE VEIA CAVA

Para evitar que o coágulo chegue ao pulmão e uma embolia pulmonar é inserido um dispositivo capaz de filtrar o trombo na veia cava. Essa véia é responsável por recolher o sangue dos membros inferiores e levá-lo ao coração.

Open chat
Contato