Embolização Uterina

Devido a produção de estrogênio podem ser desenvolvidos miomas que são tumores benignos no útero. Podendo estar localizados na parte interna (conhecidos como miomas submucosos), na parede externa (os subserosos) e no interior da parede do útero (miomas intramurais).

CAUSAS

A causa dos miomas é desconhecida, mas o crescimento está associado à produção de estrogênio, no caso de mulheres que continuam menstruando o mioma irá crescer gradativamente.

SINTOMAS

Os miomas são responsáveis por diminuir a qualidade de vida das pacientes, devido as dores, cólicas, sangramentos em excesso, perda espontânea de urina, dor ao ter relações sexuais, prisão de ventre, dificuldade de engravidar ou manter uma gestação.

DIAGNÓSTICO

Através de ultrassonografia pélvica transvaginal será analisada uma possível alteração no útero, também podendo ser feita a ressonância magnética da pelve. O especialista também pode solicitar uma biópsia endometrial para descartar a possibilidade de câncer.

TRATAMENTO

Miomatose uterina pode ser tratada por cirurgia aberta, laparoscópica ou de forma endovascular, através da embolização. Em determinados casos pode ser indicada a histerectomia, retirada total do útero.

A embolização uterina é feita através do interrompimento do suprimento do sangue ao tumor, proveniente do fluxo de uma artéria.

Open chat
Contato